30 de dez de 2010

RECOMEÇAR...

Todo final de Ano, um sentimento se apodera de todos, novos ou velhos, pobres ou ricos, sarados ou feridos: vontade de fazer melhor, dar início a um projeto adiado, começar de novo!
Numa sessão nostalgia lembramos fatos, relembramos sonhos, e dentro de nós começa a borbulhar algo que é nato a todos os homens: o desejo de recomeçar!
Não importa onde você teve quer parar, ou em que momento da vida você cansou...

O que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar".
Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo para ser feliz...

É renovar as esperanças na vida e o mais importante, acreditar em você de novo.
Sofreu muito nesse período de tempo? Foi tudo aprendizado...
Chorou muito? Foi limpeza da sua alma...
Se ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia...
Sentiu-se só por varias vezes? É porque fechaste a porta da sua vida até pra Deus...
Chegou a acreditar que tudo estava perdido? Isso era o início da tua melhora...
É hora de recomeçar!
E para isso, necessitamos deixar muitas coisas para trás.
A Bíblia conta uma história de um homem chamado José, que nos ensina sobre recomeçar, deixar para trás as coisas velhas, o passado que nos machucou.
Este homem sempre foi vítima de injustiças, invejado, lançado numa cova, vendido, caluniado, esquecido.
 
José do Egito teve dois filhos, e ao dar nome a estes, percebemos que José rompia ali com o passado, sofrimentos e angústias vividas: E chamou José ao primogênito Manassés; porque disse: Deus me fez esquecer de toda a minha angústia; Ao segundo chamou Efraim; porque disse: Deus me fez crescer na terra da minha aflição.” (Gênesis 41: 52, grifo meu). 

Nessa época em que analisamos o ano que passou e projetamos o vindouro, vale ressaltar os nomes dos filhos de José: Esquecimento e Crescimento.
Num primeiro momento, Deus limpa o seu coração de toda mágoa e sentimentos de vingança que de algum modo poderiam ter ali florescido.
Da mesma forma, as Escrituras nos instruem a “… esquecer das coisas que para trás ficam…” (Filipenses 3.13).
Em algum momento de nossa caminhada, devemos nos despojar do passado, fatos ou jugos que podem atrasar ou mesmo impedir que sigamos adiante.
É para frente que se anda!

Agora é o momento de recomeçar!
Tirar as coisas velhas do baú da alma, deixando-as para trás, e encontrar prazer nas coisas simples de novo.
Que tal um novo amigo?
Um novo corte de cabelo?
Um curso novo? Ou simplesmente aprender a desenhar, pintar, tocar...ou qualquer outra coisa que te dê prazer...

Veja quanta coisa nova te aguarda nesse mundo... Veja as belezas que você pode experimentar...
Jogue fora todas as coisas negativas da sua vida...
Jogue fora todos os ressentimentos...
Jogue fora todas as mágoas e raivas que teve....

Chegou a hora de fazer tudo diferente... Esse é o momento de SER FELIZ!

Hoje é o dia para incrementar sua vida com novos sonhos e desafios...
O que você sempre quis fazer?
Onde você quer chegar?
Queira ir alto...
Sonhe alto, queira sempre o “melhor do melhor”.
Traga coisas boas para sua vida...
Se pensarmos pequeno... Atingimos resultados pequenos...
Se quiser a felicidade verdadeira, e buscá-la, com certeza ela irá se instalar na tua vida!
Esvazie seu coração... E fique pronto para amar novamente... Para sentir a vida novamente, redescobrindo o prazer de viver...
Feliz 2011!

"Eu é que sei que pensamentos que tenho sobre vós, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança" Jeremias 29:11

21 de dez de 2010

Quando o sol nasce...

Bom dia.... essa foto é do sol nascendo aqui neste lugar que aprendi a amar...
Não importa a situação de nossas vidas, não importa a real condição que nos encontramos, quando vejo o sol nascendo sempre lembro que 
Deus é muito bom nunca nos deixa sozinhos, desamparados...

O choro pode durar uma noite, mas pela manhã, quando o sol esta recém despontando no horizonte com seus primeiros raios iluminando a terra, e quase todo mundo continua dormindo, bem, cedinho assim, as misericórdias dEle se renovam sobre nós....

E sabe o que é mais incrível nisso tudo??
Ele não olha a nossa condição, Ele simplesmente derrama sobre nós do Seu amor e nos renova..... é é muito bom saber disso!

5 de dez de 2010

Cheiro de Ovelha

Em dezembro de 2006, na rodovia 36, em Brazoria, no Texas, alguém roubou o bebê Jesus e a manjedoura dele. Bem, não era exatamente Jesus; era a estatueta de Jesus do presépio da cidade. Foi roubado e parecia que a cidade toda ficou deprimida por conta disso. Assim, quando montaram o presépio de 2007, não havia nenhum bebê Jesus ou manjedoura.

O povo em Brazoria não está só. O problema é chamado de “Síndrome do Bebê Jesus Roubado” e acontece todos os anos. O bebê Jesus é roubado de presépios ao redor do país. Na realidade, histórias sobre o desaparecimento do bebê Jesus são encontradas em jornais e notícias de Televisão local ao redor do mundo. É natural que qualquer pessoa que ouvir esta história dirá algo do tipo: “Quem faria uma coisa dessas?”

Neste Natal, temos problemas muito maiores do que um bebê Jesus de plástico roubado de uma falsa manjedoura num presépio. E se formos honestos conosco mesmos, o verdadeiro Jesus é freqüentemente seqüestrado da nossa experiência de Natal por muitas razões:
. Às vezes é o nosso próprio stress, viagens, e preparativos para os feriados que nos privam de Jesus.
. Às vezes é a pressão daquilo que dizem ser “politicamente correto” que remove Jesus desta época e o substitui com bonecos de neve e rena.
. Às vezes, é o exagero, falsidade e rudeza daqueles que se chamam de Cristãos que roubam Jesus desta temporada. Foi por isso que Deus incluiu pastores na história (Lc 2:8-20).

Antigamente, pastores gozavam de um status de “mais favorecido” nas histórias da Bíblia. Grandes heróis da fé – como Abraão, Moisés e Davi – foram pastores. Um dos salmos mais amados fala de Deus como um pastor (Salmo 23).
Quando Jesus nasceu, porém, pastores haviam sofrido vários séculos de relações públicas ruins. Eles eram pobres. Eles viviam ao ar livre. Eles não eram refinados. Eles não eram educados. Pior de tudo, eles cheiraram como ovelhas. O termo técnico usado pelo povo nos dias de Jesus para descrever pastores e outras pessoas menos aceitáveis eram “am haaretz” – significando “povo comum”, ou “pessoas da terra.” Deixe-me assegurá-lo, ser classificado “am haaretz” não era nenhum elogio nos dias de Jesus.

As “pessoas da terra" não eram consideradas boas candidatas para serem religiosas. Elas eram consideradas sujas, rudes e desleixadas. Elas não tinham o tempo para estudar todas as tradições religiosas, e assim não podiam cumprir os padrões legalistas da retidão religiosa. Elas estavam muito ocupadas fazendo trabalho sujo para serem consideradas puras o bastante para serem religiosamente desejáveis. Elas eram pobres demais para ir nas peregrinações religiosas para os lugares sagrados de adoração. Por isso os religiosos nunca as considerariam fiéis a Deus. O último lugar em que se esperaria Deus revelar a sua glória era para um grupo destes marginais.

No entanto, quando Deus chamou os anjos para anunciarem o nascimento de Jesus, Ele os enviou a pastores lá fora no campo, cuidando das suas ovelhas!
Pense nisto: pastores sujos e fedorentos acampados ao ar livre, cuidando das suas ovelhas ouviram os louvores de anjos e correram para ver o bebê Jesus recém-nascido.
Muitos hospitais não teriam permitido eles entrarem na sala de espera, muito menos na sala de parto. Mas Deus fez questão de que os pastores se sentissem em casa quando acharam o bebê Jesus. Ele estava deitado num cocho de alimento no lugar onde os animais eram mantidos – um lugar onde qualquer pastor se sentiria em casa.

Assim, bem no meio do nascimento do Filho de Deus, com todos os ‘povos bons’ orando pela libertação de Deus, com os Romanos ocupados dominando o império e com as pessoas religiosas tentando proteger suas tradições, Deus colocou o Filho dEle em uma manjedoura cercada por um grupo de marginais sujos e fedorentos conhecidos como pastores. O cheiro de ovelha e a fumaça das fogueiras dos acampamentos deles ainda permeava as suas roupas quando chegaram para cumprimentar o recém-nascido Rei.

A história dos pastores é a lembrança de Deus de que ninguém pode roubar a graça dEle de nós. Não importa onde nós fomos ou como nós cheiramos ou de quê outras pessoas nos chamam, há um lugar perto da manjedoura com o bebê Jesus, para cada um de nós.

Acho que é por isso que eu amo a história sobre o bebê Jesus roubado em Brazoria. Depois que um vento forte derrubou o presépio no domingo de 16 de dezembro de 2007, algumas pessoas apareceram para restaurar o presépio. Adivinhe o que elas acharam? Sim, o bebê Jesus estava de volta onde ele devia estar. Jesus tinha sido devolvido para a manjedoura. O José e Maria mais uma vez ficaram rodeados pelos animais e pastores enquanto se curvaram diante do Rei.

Para mim, esta é a pequena lembrança de Deus de que todos são bem-vindos para receber o presente da graça dEle.

Nós somos bem-vindos nesta manjedoura.

Até mesmo se nós federmos com o odor de nossas escolhas e reputações ruins, nós ainda somos bem-vindos.

E se nós estivermos dispostos, o Vento do céu pode soprar pela destruição de nossas vidas e nos devolver Jesus novamente!

“E aconteceu que um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor resplandeceu ao redor deles; e ficaram aterrorizados. Mas o anjo lhes disse: "Não tenham medo. Estou lhes trazendo boas novas de grande alegria, que são para todo o povo: Hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador, que é Cristo, o Senhor. Isto lhes servirá de sinal: encontrarão o bebê envolto em panos e deitado numa manjedoura". (Lucas 2:9-12 NVI).
Neste mês de dezembro, próximo a mais um Natal.... pense nisso....

Beijo no coração

18 de set de 2010

Conto meus dias

Hoje o dia amanheceu lindo aqui neste Balneário cheio de histórias: céu azul, o sol brilhando forte logo cedo, e o mar verde cristalino, com suas grandes ondas batendo na areia... a orla da praia vazia, somente alguns que como eu, foram caminhar...
Cheguei do MS antes de ontem, e é incrível como somente alguns dias longe dos meus filhos e eles já cresceram tanto e “passaram” de mim, rs...
Isso me faz lembrar que a cada dia que passa, vamos envelhecendo um pouquinho mais: nosso corpo vai funcionando de maneira diferente, aparecem algumas debilidades, fraquezas... mas isso não me entristece, de maneira alguma, pelo contrário, isso me alegra ao pensar que a nossa vida aqui na terra não é eterna, e temos algo muito melhor preparado para nós: um novo corpo glorificado.
A bíblia diz: "Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos coração sábio."
Amados, entendo que ao contarmos os nossos dias, valorizamos cada momento que Deus nos proporciona viver, aprendemos a viver muito bem aqui na terra, e nos damos a chance de conhecer a verdadeira vida que Deus prometeu para cada um de nós!
Eu procuro ‘ver’ Deus em tudo, e creio em Romanos 8:28 onde está escrito ”todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o Seu propósito”, e sabendo disso, conto meus dias, aleluia!
Conto meus dias entendendo que quando entreguei meu caminho ao Senhor, posso confiar nEle, sabendo que TUDO Ele fará em meu favor!
Com a certeza de que Ele suprirá todas as minhas necessidades em glória, sigo contando meus dias!
Dizendo “Pai, seja feita a Tua vontade” eu conto meus dias alegremente, ainda que a figueira não floresça e a vide não dê o seu fruto!
Conto meus dias louvando a Deus pelo ar que nos permite respirar, pelo sangue que corre em minhas veias e pelo coração que bate às vezes meio descompassado, mas bate!
Sigo contando meus dias olhando para o Autor e Consumador de minha fé, e ai de mim se não olhar somente para Ele, rs!
E tenho ensinado dessa forma aos meus filhos , para que eles contem os seus dias e alcancem um coração sábio!
Faça isso!
Permita-se viver dessa forma, mande a tristeza embora e alegre-se nAquele que tudo criou e ainda nos amou primeiro!!
Beijo no coração!
“Este é o dia que fez o Senhor, regozigemo-nos, e alegremo-nos nele.” Salmos 118:24

2 de set de 2010

Mc 16

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios, falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão.” Marcos 16:15-18

5 de jun de 2010

Igreja é....

Queridos, bom dia!
BP amanheceu chovendo, mesmo assim eu saí cedo de casa, apesar de pouquíssimas pessoas nas ruas.
O mar verde escuro agitadíssimo, ondas grandes, bandeira preta, e pelo jeito os dias de ressaca estão só começando!
Enquanto caminhava, o Espírito ministrou em meu coração e oro a Deus que fale com você também: Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; um só SENHOR, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós. Mas a graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo. Ef 4:4-7
Sabe, amados?
Eu tenho ensinado às minhas ovelhas os ensinamentos de nosso Mestre Jesus, os tenho incentivado a lerem a Bíblia e tenho feito estudos com eles até mesmo sobre o Apocalipse, para que conheçam a Verdade e nenhum deles pereça (Os 4:6).
E entendi que Jesus não queria que os Seus seguidores, os Seus discípulos se dividissem em partidos da religião, pelo contrário, ao lermos o Novo Testamento vemos Jesus desejoso de que Seus seguidores estivessem unidos em um só espírito de adoração a Deus!!
Quando o Senhor Jesus disse que “E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim. Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.” (Jo 17:20-21), Ele não estava dizendo ou orando para que Seus discípulos se unissem em uma só denominação, mas para que eu e você sejamos UM em Cristo, vivamos em Unidade (o que é diferente de união)!
Os ensinamentos de Jesus nos levam pura e simplesmente à Palavra de Deus, e tudo o que Jesus nos ensinou se resume ao amor, amarmos a Deus e uns aos outros, independente de igreja, denominação, ou doutrinas, e aí, se deixarmos, ELE pode ser para nós o Caminho da Verdade, e isso nos libertará da confusão religiosa que vivemos, em que uns dizem ser de Paulo, outros de Apolo, outros de Cefas (1ª Co 1:12)... amados, eu decidi ser de Cristo, aleluia, e a Igreja na minha casa começa comigo e com meus filhos, a minha família!
E sabem?
Quando Jesus disse “Sobre esta pedra edificarei a minha igreja…” ele se referiu à verdade que Pedro confessou “Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que foi posto, o qual é Jesus Cristo.”, ou seja, Jesus construiu um só corpo que seria o dEle!
Igreja significa Um grupo de seguidores de Cristo que se reúnem em determinado lugar; Ponto de encontro para adorar a Deus, recebendo ensinamentos para evangelizar uns aos outros.
"Ouvindo eles estas cousas, compungiu-se-lhes o coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos irmãos? Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo. De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas." (Atos. 2:47)

A Igreja Primitiva era composta por todos os que foram salvos por Jesus Cristo e continuou a crescer na medida em que outros eram salvos. (Atos. 2:47).
A Igreja chamada casa de oração recebia o nome da cidade em que fora fundamentada, e ainda que unidos em Cristo, eles eram independentes de qualquer associação humana.
O Espírito Santo dirigia os apóstolos, ensinando-lhes como deveriam adorar a Deus e trabalhar unidos na obra do Senhor Jesus. E, assim é nos nossos dias também, quando obedecemos às mesmas instruções, arrependendo-nos de nossos pecados e sendo batizados em nome de Jesus Cristo. Quando somos salvos, o Senhor nos acrescenta à Sua igreja- “a Igreja do Senhor Jesus Cristo”. Eles não se ligaram a nenhuma outra doutrina religiosa.
Somente em Cristo, alcançamos a verdadeira união com os demais irmãos na fé..
E no livro de Atos, encontramos o princípio desta igreja.
Os apóstolos foram guiados pelo Espírito Santo.
Imitarmos essas igrejas primitivas do Novo Testamento não é difícil como se imagina. Talvez você encontre um grupo de cristãos verdadeiros, seguindo o mesmo padrão do Novo Testamento.
Na época havia igrejas que se reuniam nas casas. (Romanos. 16:5; 1ª Coríntios. 16:19).
Nenhum sacerdócio ordenado por homens é necessário, desde que todos os cristãos são sacerdotes (1 Pedro. 2:5).
Nenhum alvará, de nenhuma organização é necessário, porque a única filiação é com o corpo de Cristo.
Jesus disse: Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estarei no meio deles. (Mateus. 18:20)
Que Deus abençoe a todos.
Beijo no coração!

29 de mai de 2010

Ler, escrever...

Amo, logo existo.
Leio, escrevo.
Falo de sentimentos.
A leitura nos transporta para lugares inimagináveis através da criatividade do autor.
Dá-nos cultura pelo conhecimento de países que não conhecemos e mata as saudades de todos os que visitamos.
Escrever nos faz expor sentimentos, sensações, aspirações muitas vezes de uma alma cansada e sedenta....
"A leitura é uma fonte inesgotável de prazer mas por incrível que pareça, a quase totalidade, não sente esta sede." (Carlos Drummond de Andrade)
É incrível como ainda existem pessoas que detestam ler e escrever!
E é mais incrível ainda ver cristãos que não lêem o seu Manual de Regra, Fé, Conduta...
Queridos, leiam as Escrituras Sagradas, vocês nunca serão enganados, e não perecerão, afinal o próprio Deus disse: "O meu povo é destruído porque lhe falta o conhecimento" (Os 4:6, NVI)
Tenho ensinado e incentivado minhas ovelhas a ler a Bíblia, como quem lê a sua história, a história do seu povo, a história do seu Senhor...

23 de mar de 2010

Queremos discípulos, não multidões!

7 E ali pregavam o evangelho. 8 E estava assentado em Listra certo homem leso dos pés, coxo desde o ventre de sua mãe, o qual nunca tinha andado. 9 Este ouviu falar Paulo, que, fixando nele os olhos, e vendo que tinha fé para ser curado, 10 Disse em voz alta: Levanta-te direito sobre teus pés. E ele saltou e andou. 11 E as multidões, vendo o que Paulo fizera, levantaram a sua voz, dizendo em língua licaônica: Fizeram-se os deuses semelhantes aos homens, e desceram até nós. 12 E chamavam Júpiter a Barnabé, e Mercúrio a Paulo; porque este era o que falava. 13 E o sacerdote de Júpiter, cujo templo estava em frente da cidade, trazendo para a entrada da porta touros e grinaldas, queria com a multidão sacrificar-lhes. 14 Ouvindo, porém, isto os apóstolos Barnabé e Paulo, rasgaram as suas vestes, e saltaram para o meio da multidão, clamando, 15 E dizendo: Senhores, por que fazeis essas coisas? Nós também somos homens como vós, sujeitos às mesmas paixões, e vos anunciamos que vos convertais dessas vaidades ao Deus vivo, que fez o céu, e a terra, o mar, e tudo quanto há neles; 16 O qual nos tempos passados deixou andar todas as nações em seus próprios caminhos. 17 E contudo, não se deixou a si mesmo sem testemunho, beneficiando-vos lá do céu, dando-vos chuvas e tempos frutíferos, enchendo de mantimento e de alegria os vossos corações. 18 E, dizendo isto, com dificuldade impediram que as multidões lhes sacrificassem. 19 Sobrevieram, porém, uns judeus de Antioquia e de Icônio que, tendo convencido a multidão, apedrejaram a Paulo e o arrastaram para fora da cidade, cuidando que estava morto. 20 Mas, rodeando-o os discípulos, levantou-se, e entrou na cidade, e no dia seguinte saiu com Barnabé para Derbe. 21 E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, e Icônio e Antioquia,” Atos 14:7-21

Temos muitas promessas a se cumprir em nós e através de nós.
E uma delas é que seríamos usados com poder de Deus para restaurar vidas, pessoas caídas; levantados para salvar vidas, transformar pessoas no nome de Jesus.
Assim como Paulo fez, assim fomos chamados para fazer.
Nessa passagem, nos primeiros versículos, Paulo viu que o homem tinha fé e apenas pronunciou as palavras certas e o milagre aconteceu. Mas as multidões vendo isso,atribuíram o milagre a falsos deuses, querendo oferecer sacrifícios a eles. Com dificuldade, Paulo e Barnabé conseguiram impedi-los. E a mesma multidão se revoltou contra eles.Sabe meus queridos.... Nós seremos usados para dizer às pessoas para levantar e andar, para fazerem algo para Deus! Para saírem de sua vida de morbidez espiritual , e “saltarem e andarem” em seus ministérios!
Mas não podemos nos deixar levar por aquilo que a multidão diz, pelo que eles estão falando.
Não podemos agir conforme o que a multidão está fazendo.
Nós fomos chamados para fazer a diferença, para ser discípulos. Discípulo faz a diferença.
Nós somos líderes. Não vamos dar ouvidos à multidão.
Não vamos emprestar nossos olhos e ouvidos à multidão.
Porque essa mesma multidão pode se virar contra nossas vidas.
A multidão é incerta, é levada pelos ventos, pelos sentimentos. Mas o discípulo é levado para onde a voz do seu Mestre o conduz!Nós queremos ser e formar discípulos. Não multidões.
Multidões são pessoas que não ouvem, passam a ouvir e deixam de ouvir com muita facilidade.
A multidão está conosco agora e amanhã pode não estar.
Mas tendo discípulos, ainda que estejamos mortos, eles vão lá nos ver...
A multidão nos faz inverter valores. Na nossa escala de valores está primeiro Deus, mas depois a família. A multidão pode nos abandonar, mas nossa família não.
A multidão nos define pelos nossos movimentos. Paulo estava como morto. Ninguém da multidão, que antes o louvava, depois o apedrejou, ninguém foi lá pertinho ver se ainda havia vida nele, não foram ouvir seus gemidos, sentir sua respiração fraca.
Quem consegue ouvir nossos gemidos não é a multidão, mas discípulos.
A multidão diz: está derrotado, está anulado, está morto. Mas quem está perto sabe e diz: ainda existe vida! Aleluia!
A multidão levou Paulo para fora da cidade como morto, o excluiu da sociedade.
Mas os discípulos o rodearam, chegaram perto, se ajoelharam ao lado dele, mexeram nele, pegaram em sua mão e o levantaram.Os discípulos o ajudaram, não a multidão.
Sabe... não podemos desistir de ninguém. Não podemos dar ouvidos às multidões.
A multidão ao mesmo tempo que engrandece, abate. Mas o discípulo fica ao lado, permanece.
Paulo levantou e foi à cidade e as pessoas que o apedrejaram o viram, e a Bíblia diz que naquela cidade Paulo fez MUITOS DISCÍPULOS. Porque o dia que a pessoa sai da multidão e vira discípulo, ela não apedreja mais. Aleluia!
Deus tem um grande propósito para eu e você: salvar vidas e formar líderes.
Líderes discípulos de Cristo.
Líderes que anseiam por Deus, que não se conformam com as situações que aparentam morte. Discípulos que andarão juntos. “Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam.” 1º Cor 2:9
Abra seus olhos e veja!
Todos os dias o milagre de Deus vem em nossa direção.
Ou você se afasta e vê ele passar, ou você assume o milagre e diz “é meu!”, e assim, vive o milagre!
Queridos, que o Senhor Deus tenha misericórdia de nós e encontre em nós verdadeiros discípulos de Cristo, não só pregadores da Sua Palavra, mas SEGUIDORES de Cristo e formadores de outros discípulos!
Uma ótima semana a todos!
Beijo no coração

13 de fev de 2010

Virou deserto?

Relembrei esta palavra que o Senhor me deu e gostaria de compartilhá-la.

Foi uma meditação em Cantares 2:1: “Eu sou a Rosa de Sarom e o lírio dos vales”.
Segundo o Dicionário da Bíblia, Sarom era o nome do território compreendido entre Jope e o Carmelo na costa do mediterrâneo, e que penetra até as montanhas de Samaria.
Era uma região fértil conforme relato em Isaias 35:2, (Abundantemente florescerá... a excelência do Carmelo e Sarom), porém foi convertida em deserto quando devastada pelos inimigos, conforme relatado em Isaias 33:9 (A terra geme pranteia...Sarom se tornou como um deserto).
É nessa terra desértica e devastada pelo inimigo que florescia a linda e perfumada rosa de Sarom.
Então, o Espírito Santo falou comigo:

Nossa vida deveria ser em todos os seus aspectos, um território verdejante e de maravilhosas pastagens, todavia muitas vezes deixamos brecha, não fazemos a devida proteção dele e então o inimigo, que veio para destruir, faz a sua maligna obra, e transforma aquele paraíso num deserto.
Assim pode acontecer, com o relacionamento com o cônjuge, com os filhos, com a empresa ou o emprego e com o ministério.
Fomos chamados para ter vida abundante, mas de repente tudo vira um deserto seco e sem água.
Quantos crentes reconhecem que suas vidas, no aspecto material, ou no espiritual, ou quase sempre em ambos uma vez que um abismo atrai outro, transformaram-se em um grande deserto, e nem sabem como ele veio a se formar.
Quando olham, de um momento para o outro o vale fértil virou deserto.
Mas, para o meu consolo, o meu Senhor falou ao meu coração, que é exatamente no deserto em que aquela terra magnífica se transformou, que foram criadas as condições propícias para que germinasse e crescesse a mais bela e perfumada flor, que é a rosa de Sarom.
Esta linda flor, nasce num dos solos mais pobres que pode existir, a areia.
Assim é a nossa vida.
O diabo mente ao falar que quando erramos e a nossa vida veio a se transformar em um tenebroso deserto, tudo acabou.
Mentira!
Ele é o pai da mentira, pois é exatamente nesse deserto que estão as mais propícias condições para germinar, nascer e crescer a Verdadeira Rosa de Sarom, com sua beleza e perfume.
Sim, no solo mais pobre e destruído é que veremos surgir a beleza e o perfume do Senhor Jesus. Ele nasce exuberante ali, independente do solo pobre do nosso coração.
As condições são propícias, pois solo rico não é o melhor lugar para tal rosa.
Faltam-lhe nutrientes.
Para conforto nosso, se tudo estiver destruído, ou se reconhecermos que o solo de alguma área de nossa vida tornou-se desértico e pobre, deixemos o Senhor Jesus florescer nele.
Ele vai dar beleza e perfume ao lugar, e enquanto nos deliciamos em contemplar a Sua beleza e em sentir o Seu perfume, Ele vai transformar nosso deserto em terra fértil novamente.
Amém??
Beijo no coração.

19 de jan de 2010

Quem ama FAZ e também FALA...

Depois de uma noite de pouco sono, muita oração e meditação na Palavra de Deus, hoje quero falar de amor.
Uma amiga disse que escrevemos aquilo que não temos, mas desejamos.
Olhando pra dentro de mim entendi que eu e talvez você que esteja “me lendo”, preciso de amor, o que Paulo chama de caminho sobremodo excelente.
Este é o caminho melhor, tão melhor que chega a ser excelente.
Um caminho tão pouco percorrido.
Poucas vezes a maioria opta por este caminho.
Há caminhos mais curtos, contudo não excelentes.
O caminho sobremodo excelente, o caminho do amor é descrito por Paulo como: paciente, benigno, não ciumento, não ufanista, não soberbo, não inconveniente, não egoísta, não exasperado, não ressentido, não injusto, mas alegre: tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
Paulo diz que esse amor não tem fim.
Muito embora o amor seja percebido como um sentimento, com suas músicas românticas, imagens em câmera lenta, vento leve, lugar bonito, o amor em Paulo é uma atitude.
Quem ama faz e também fala.
Paulo sabia o que era amar: (Fp 1.21) “Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro”.
Sabia o que era ser amado: (Rm 16.3 e 4) por amor a Paulo, Priscila e Áquila arriscaram a sua própria cabeça.
Paulo escreve, inspirado pelo Espírito Santo, sobre o amor.
Quando ele menos merecia foi amado.
É o amor cheio de graça. “Mas Deus prova o Seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores” (Rm 5.8).
Precisamos descobrir esta preciosidade que é o amor.
Não o amor fictício, novelesco, mas o amor que justifica, verdadeiro, pacificador e cheio de graça: (Jo 3.16).
O amor que muda o coração e suas motivações.
O amor que altera as intenções.
O amor que faz baixar a guarda e cria ambientes agradáveis, respeitáveis e felizes.
O amor que estabelece laços de sólidas amizades.
O amor que faz nascer a justiça, e vê-la estabelecida é a mais pura alegria.
O amor que é intensa graça. Graça com seu teor máximo.
O amor de verdade e da verdade.
O amor que não suporta mentiras e enganações. O amor que quer saber, e não fingir.
O amor da paz e pela paz.
Não como alternativa, mas como absoluta opção que nos foi dada por quem mais entende de amor: DEUS

18 de jan de 2010

meu Deus, meu Pastor

Eram 6:00 e ali estava eu, observando o sol despontando no horizonte, brilhando sobre o mar de águas cristalinas com suas ondas lambendo a areia devagar....A praia vazia, somente eu e ao longe alguns pescadores puxando suas redes...
E havia vento....
Um vento suave que insistia em levar meus cabelos pra todo lado...
Lembrei que Mario Quintana escreveu que “o vento é o pastor das nuvens”...
Eu digo que Deus é o “pastor do vento”...
Ali, no amanhecer de um novo dia, na entrega ao meu Pastor de meus sonhos, desejos, planos e projetos, senti renascer em mim a esperança de novos ventos soprando sobre essa alma cansada mas que insiste em recomeçar sempre...
Eis-me aqui, Senhor!
Pra onde o vento do Teu Espírito me levar...

“Bendize ao Senhor, ó minha alma!
Ó Senhor, meu Deus, Tu és tão grandioso!
Estás vestido de magestade e esplendor!
Envolto em luz como numa veste,
Ele estende os céus como uma tenda
E põe sobre as águas dos céus
As vigas dos Seus aposentos.
Faz das nuvens a Sua carruagem
E cavalga nas asas do vento.
Faz dos ventos os Seus mensageiros
E dos clarões reluzentes Seus servos.”

Salmo 104:1-4