23 de mar de 2010

Queremos discípulos, não multidões!

7 E ali pregavam o evangelho. 8 E estava assentado em Listra certo homem leso dos pés, coxo desde o ventre de sua mãe, o qual nunca tinha andado. 9 Este ouviu falar Paulo, que, fixando nele os olhos, e vendo que tinha fé para ser curado, 10 Disse em voz alta: Levanta-te direito sobre teus pés. E ele saltou e andou. 11 E as multidões, vendo o que Paulo fizera, levantaram a sua voz, dizendo em língua licaônica: Fizeram-se os deuses semelhantes aos homens, e desceram até nós. 12 E chamavam Júpiter a Barnabé, e Mercúrio a Paulo; porque este era o que falava. 13 E o sacerdote de Júpiter, cujo templo estava em frente da cidade, trazendo para a entrada da porta touros e grinaldas, queria com a multidão sacrificar-lhes. 14 Ouvindo, porém, isto os apóstolos Barnabé e Paulo, rasgaram as suas vestes, e saltaram para o meio da multidão, clamando, 15 E dizendo: Senhores, por que fazeis essas coisas? Nós também somos homens como vós, sujeitos às mesmas paixões, e vos anunciamos que vos convertais dessas vaidades ao Deus vivo, que fez o céu, e a terra, o mar, e tudo quanto há neles; 16 O qual nos tempos passados deixou andar todas as nações em seus próprios caminhos. 17 E contudo, não se deixou a si mesmo sem testemunho, beneficiando-vos lá do céu, dando-vos chuvas e tempos frutíferos, enchendo de mantimento e de alegria os vossos corações. 18 E, dizendo isto, com dificuldade impediram que as multidões lhes sacrificassem. 19 Sobrevieram, porém, uns judeus de Antioquia e de Icônio que, tendo convencido a multidão, apedrejaram a Paulo e o arrastaram para fora da cidade, cuidando que estava morto. 20 Mas, rodeando-o os discípulos, levantou-se, e entrou na cidade, e no dia seguinte saiu com Barnabé para Derbe. 21 E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, e Icônio e Antioquia,” Atos 14:7-21

Temos muitas promessas a se cumprir em nós e através de nós.
E uma delas é que seríamos usados com poder de Deus para restaurar vidas, pessoas caídas; levantados para salvar vidas, transformar pessoas no nome de Jesus.
Assim como Paulo fez, assim fomos chamados para fazer.
Nessa passagem, nos primeiros versículos, Paulo viu que o homem tinha fé e apenas pronunciou as palavras certas e o milagre aconteceu. Mas as multidões vendo isso,atribuíram o milagre a falsos deuses, querendo oferecer sacrifícios a eles. Com dificuldade, Paulo e Barnabé conseguiram impedi-los. E a mesma multidão se revoltou contra eles.Sabe meus queridos.... Nós seremos usados para dizer às pessoas para levantar e andar, para fazerem algo para Deus! Para saírem de sua vida de morbidez espiritual , e “saltarem e andarem” em seus ministérios!
Mas não podemos nos deixar levar por aquilo que a multidão diz, pelo que eles estão falando.
Não podemos agir conforme o que a multidão está fazendo.
Nós fomos chamados para fazer a diferença, para ser discípulos. Discípulo faz a diferença.
Nós somos líderes. Não vamos dar ouvidos à multidão.
Não vamos emprestar nossos olhos e ouvidos à multidão.
Porque essa mesma multidão pode se virar contra nossas vidas.
A multidão é incerta, é levada pelos ventos, pelos sentimentos. Mas o discípulo é levado para onde a voz do seu Mestre o conduz!Nós queremos ser e formar discípulos. Não multidões.
Multidões são pessoas que não ouvem, passam a ouvir e deixam de ouvir com muita facilidade.
A multidão está conosco agora e amanhã pode não estar.
Mas tendo discípulos, ainda que estejamos mortos, eles vão lá nos ver...
A multidão nos faz inverter valores. Na nossa escala de valores está primeiro Deus, mas depois a família. A multidão pode nos abandonar, mas nossa família não.
A multidão nos define pelos nossos movimentos. Paulo estava como morto. Ninguém da multidão, que antes o louvava, depois o apedrejou, ninguém foi lá pertinho ver se ainda havia vida nele, não foram ouvir seus gemidos, sentir sua respiração fraca.
Quem consegue ouvir nossos gemidos não é a multidão, mas discípulos.
A multidão diz: está derrotado, está anulado, está morto. Mas quem está perto sabe e diz: ainda existe vida! Aleluia!
A multidão levou Paulo para fora da cidade como morto, o excluiu da sociedade.
Mas os discípulos o rodearam, chegaram perto, se ajoelharam ao lado dele, mexeram nele, pegaram em sua mão e o levantaram.Os discípulos o ajudaram, não a multidão.
Sabe... não podemos desistir de ninguém. Não podemos dar ouvidos às multidões.
A multidão ao mesmo tempo que engrandece, abate. Mas o discípulo fica ao lado, permanece.
Paulo levantou e foi à cidade e as pessoas que o apedrejaram o viram, e a Bíblia diz que naquela cidade Paulo fez MUITOS DISCÍPULOS. Porque o dia que a pessoa sai da multidão e vira discípulo, ela não apedreja mais. Aleluia!
Deus tem um grande propósito para eu e você: salvar vidas e formar líderes.
Líderes discípulos de Cristo.
Líderes que anseiam por Deus, que não se conformam com as situações que aparentam morte. Discípulos que andarão juntos. “Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam.” 1º Cor 2:9
Abra seus olhos e veja!
Todos os dias o milagre de Deus vem em nossa direção.
Ou você se afasta e vê ele passar, ou você assume o milagre e diz “é meu!”, e assim, vive o milagre!
Queridos, que o Senhor Deus tenha misericórdia de nós e encontre em nós verdadeiros discípulos de Cristo, não só pregadores da Sua Palavra, mas SEGUIDORES de Cristo e formadores de outros discípulos!
Uma ótima semana a todos!
Beijo no coração