27 de set de 2007

canção das mulheres

Bom dia.
Romper limites também é sonhar...
E hoje, especialmente, acordei assim, “meio-meio”, com muitas saudades, vontades, desejos, sonhos, suspiros, rs..... sabe aqueles dias que você abre os olhos e se sente muito só??
Beeeem assim.... acho que é TPM, hehehehe
Mas, enfim, li esse texto da Lya Luft e se encaixa no que sinto hoje.... deixo pra vocês lerem....

”Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais. Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.
Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.
Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.
Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.
Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.
Que o outro sinta quanto dói a idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida, não porque lá está a sua verdade mas talvez seu medo ou sua culpa.
Que se começo a chorar sem motivo depois de um dia daqueles, o outro não desconfie logo que é culpa dele, ou que não o amo mais.
Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo “Olha que estou tendo muita paciência com você!”
Que se me entusiasmo por alguma coisa o outro não a diminua, nem me chame de ingênua, nem queira fechar essa porta necessária que se abre para mim, por mais tola que lhe pareça.
Que se eu eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.
Que o outro filho, amigo, amante, marido - não me considere sempre, sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.
Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa:
vulnerável e forte,
incapaz e gloriosa,
assustada e audaciosa - uma mulher. “
Lya Luft - Pensar é transgredir (Canção das Mulheres)

Me diz..... você acha que estou sonhando d+???
aff.... rsrsrsr....
Vou dar uns vôos por aí, té+.
Beijo.

24 de set de 2007

Vôo ousado

Durante estes meu ‘primeiros vôos’, em muitos momentos, quis mudar de atitude, e entendi que para voar alto, precisava deixar de lado a vida que eu tinha...
Não, ela não era uma vida ruim... pelo contrário.
Muitos momentos de paz, harmonia, serenidade.
Inúmeras alegrias e muita festa com os filhotes.
Posso dizer que sou feliz.
Sempre fui.
Mesmo naqueles momentos de choro, em que me senti tão pequenininha, e só tinha vontade de ficar quietinha na minha cama, em silêncio e no escuro, rs... confesso que quase nunca consegui isso, mas que tentei, tentei, rs....
Mas.... entendi que a falta de coragem para tomar decisões, impede a maioria das pessoas de voar até mesmo ao seu redor....
E faz com se perca tremendas oportunidades de ser feliz.
É uma oferta de trabalho melhor, que muitos preferem “não trocar o certo pelo duvidoso”...
É uma viagem que não faz, para não gastar em “supérfluos” (pasmem! Eu já ouvi isso!)...
É um amor que escapa por entre os dedos, por medo de se romper com o passado...
Tudo para não correr o risco de enfrentar mudanças.
Prefere-se o comodismo ao inusitado, novo.É preferível continuar na amizade, do que ousar uma paixão louca e que traz sensações novas...
Agradeço a Ele porque me fez ver (e porque eu deixei Ele me mostrar!) que o momento requer coragem para enfrentar o desconhecido que me acena com novas chances.
Mas, para encará-lo devo me livrar do excesso de bagagem.
O passado que fique no seu lugar.
Eu sei, eu sei... há situações em que não conseguimos resolver com diálogo, precisamos cortar nossos laços com aquilo que não nos deixa crescer, não nos faz bem.
É preciso estar preparado para esses momentos tudo ou nada, pois nos momentos de ruptura, você precisa tomar decisões rápidas que muitas vezes não são agradáveis, mas necessárias.
E isso requer coragem.
E decisão.
É como amar.
Quem ama “mais ou menos” acaba na solidão.
Sem se permitir, sonhar, voar, sentir.
Não é o meu caso, rs...
E outra, decidi cumprir o propósito para o qual fui criada.
Por isso não posso temer os desafios que me levarão a cumprir meu Chamado.
Então, como tenho a percepção de que posso ir além, e Ele me avaliza, tenho que dar o salto que me levará além.
Determinada, ousada, estou pronta para mais um vôo neste final de tarde.
Conto depois como foi.Se você quiser saber, lógico, rs.
Te +Beijo.

22 de set de 2007

Ter fé é uma decisão!

“E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus; Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito.” (Marcos 11:22-23)

Tudo na vida da gente é DECISÃO.
Você decide levantar da cama, você decide estudar, você decide trabalhar, você decide amar, e tantas outras coisas.
E em relação a fé??
A fé também é uma decisão.
Você decide crer ou duvidar!
Você decide ter fé pra passar um tempo de dificuldade, ter fé para suportar, ter fé para ter a certeza de que vai vencer, e então você usa essa fé e passa pelo problema, pela adversidade, suporta, resiste e vence.
Mas porque ao invés de usarmos essa fé pra suportar os problemas, não usamos a fé para MANIFESTAR O MILAGRE DE DEUS em nossas vidas HOJE?
Se temos fé para comprar algo, na certeza de que Deus vai suprir e vamos poder pagar o compromisso assumido, por exemplo, porque, ao invés disso, não usamos essa fé para manifestar o milagre de Deus, a abundância financeira, em nossas vidas HOJE, antes de entrarmos no compromisso?
Meu querido, FÉ É UMA DECISÃO!
Fé é algo forjado em nós através de pressão, de crises.
Nós, por natureza, só deixamos ser gerado fé em nós quando “a coisa aperta”, quando está difícil.
Aí clamamos, vamos em tudo quanto é culto, fazemos campanha, oramos de madrugada, jejuamos e vemos a resposta de Deus SIM! Aleluias!
Esperamos o arroxo para nos enchermos de fé, rsrs....
Mas hoje, meu querido, vamos dar um basta nisso!!!
Não aceite mais viver nesse nível de fé tão fraco!
Não espere acontecer tragédias, problemas, apertos, para deixar ser gerado fé em você!
Queira, deseje, anseie pela FÉ SOBRENATURAL!!
Saia do comodismo e DECIDA TER FÉ, REJEITE A DÚVIDA na sua mente e no seu coração!
Se você decidir por essa fé, você vai orar e o Senhor vai te conceder o que desejas IMEDIATAMENTE, é instantâneo.
Uma cura, uma libertação, a realização de um sonho, um projeto que precisa ser concluído, uma viagem que você anseia, o crescimento em determinada área, não importa o que você está pedindo a Deus.... importa que, se você tiver FÉ EM DEUS, e NÃO DUVIDAR EM SEU CORAÇÃO, você terá!!!
“Eu quero isso pra mim... eu decido hoje pela fé sobrenatural, eu rejeito toda a dúvida e creio na Palavra de Deus e no Deus que eu sirvo. Em nome de Jesus.”
Amém?
Ótimo sábado pra você.
Beijo no coração.

21 de set de 2007

Começo

Bom dia.
Após uma noite de muita chuva o dia amanheceu nublado aqui em BC, e com aquele ar meio friozinho sabe? Uma delícia pra caminhar. O mar super agitado, verde escuro, com suas altas ondas, pra alegria dos surfistas, rs...
Vim pro escritório pensando nessa nova fase que estou vivendo: fase de mudanças, rompendo com paradigmas, me arriscando a voar e sonhar, apaixonada.
Sou muito grata ao Senhor por estar me permitindo viver tudo que estou vivendo...
Sei que tudo é plano dEle, inclusive com relação ao meu Chamado, portanto, tudo o que vier a acontecer será pra honra e glória do nome de Jesus, Aquele que vive e reina eternamente!
Algo mudou aqui dentro.
Algo está mudando ao meu redor.
Comecei a voar como uma borboleta que ousa alçar vôo mesmo sabendo que os ventos não se compadecem de minha fragilidade... assim, ousei sonhar.
Estou no processo.
Mas em paz.
Na paz que só o Mestre nos dá.
Porque na fase do ‘recomeço’ busquei encontrar a minha “extensão” num caminho qualquer para qualquer lugar.
Segui ao sabor dos ventos, tentando continuar centrada.
Vivi noites e noites no silêncio, mas Ele sempre esteve ali, podia sentir Sua presença.
Prostrada olhei para o céu, clamei e Ele me ouviu.
Ele sempre nos ouve.
Não importa o que você esteja vivendo.
Você não está sozinho.
Tem Alguém aí, ao seu lado, ansioso para que você O deixe compartilhar de sua vida.
Sim, porque é você quem tem que abrir a porta para Ele.
Ele é um gentleman, jamais invadirá sua vida sem que você permita, sem que você O convide. Esqueça tudo que te ensinaram a respeito dEle.
Deseje conhecê-Lo de uma nova forma.
Na sua intimidade.
Anseie por Sua presença.
É simples
É só você crer no seu coração e com seus lábios pronunciar: “Jesus, vem! Eu quero você. Quero Te conhecer.”
Esse será o começo de grandes vôos.
Conte comigo.
Bjo

18 de set de 2007

Romper Limites

Romper limites tem a ver com voar, bater asas, ir além dos condicionamentos.
Foi uma decisão própria, individual e única na vida dessa Mulher de Fé.
Não aceito mais paradigmas e manipulações; muito menos no meu Chamado.
Vou voar.
Deus me fez assim, me fez para ‘algo mais’, por isso, vou além.
Mas saibam que vou controlar o vôo, rsrs...o que é tão importante quanto o decidir voar.
O jeito?Pouco importa a alguns....
Mas tem a ver com aquilo que Ele espera de mim.
Como vou voar?
Bem.... a pomba, quando quer voar, dá um pulo, num impulso único do lugar onde se encontra, inclina as asas vigorosamente para baixo, por duas vezes, depois para a frente, em movimento certeiro, e pronto: já está voando graciosamente.
Na verdade, já comecei a voar como pomba: tive que avaliar minha herança cultural, hábitos arraigados, crenças limitantes cristalizadas.... mas já estou voando...

A capacidade de vôo dos besouros é um mistério.Eles são pesados demais, as asas são curtas, não há lógica para explicar o fenômeno. Mas eles voam.
Pesados e desajeitados, aparentemente sem competência para alcançar alturas, quando menos se espera levantam um par de asinhas mais duras, que funcionam para dar impulso, ao mesmo tempo em que aparece um par de asinhas mais moles. No início do vôo parece que não vão se sustentar, parecem tontos, sem rumo, mas seguem em frente. Vou lembrar do besouro quando desacreditar de minha própria capacidade, ou então quando meus ouvidos estiverem “escutando” demais, rsrs....

O vôo do albatroz necessita de uma pista mais ou menos plana, para sair correndo, criando um impulso até deslocar-se do solo (como os aviões o fazem) e, após sair do chão, manter as asas em equilíbrio específico, a fim de criar um fluxo de ar sob suas asas, o que lhe permite alçar maiores alturas.
Essa forma de voar, me garantirá a manutenção das minhas metas, a nutrição dos objetivos, o que é imprescindível para que a mudança ocorra e seja efetiva.
O olhar fixo para frente, da ave, analogicamente, é a própria perseverança que deve ser cultivada.
Entendi que a altura de meu vôo sou eu quem estabeleço, de acordo com meus sonhos e desejos... mas tive que considerar meu nível de capacidade e competência.
Ele me capacitou, eu sei.
Mas tenho que me dispor a fazer, não tenho?
Sim, terei que reinventar minha imagem em outro espelho, reaprender a linguagem de tudo, mas Ele está à minha frente....
Assim como a mamãe águia empurra sua cria para fora do ninho na esperança de que ela aprenda a bater as asas, Aquele que habita em mim tem me levado a romper meus limites....
O que me alegra demais é que se eu despencar do vôo, imediatamente meu Pai alçará vôo e vai me apanhar ainda no ar, aleluias!!!!
Até +.
Beijo.
Aves já foram vistas a 5.400 metros de altura, voando por pura diversão, sem objetivos de caça!