18 de set de 2007

Romper Limites

Romper limites tem a ver com voar, bater asas, ir além dos condicionamentos.
Foi uma decisão própria, individual e única na vida dessa Mulher de Fé.
Não aceito mais paradigmas e manipulações; muito menos no meu Chamado.
Vou voar.
Deus me fez assim, me fez para ‘algo mais’, por isso, vou além.
Mas saibam que vou controlar o vôo, rsrs...o que é tão importante quanto o decidir voar.
O jeito?Pouco importa a alguns....
Mas tem a ver com aquilo que Ele espera de mim.
Como vou voar?
Bem.... a pomba, quando quer voar, dá um pulo, num impulso único do lugar onde se encontra, inclina as asas vigorosamente para baixo, por duas vezes, depois para a frente, em movimento certeiro, e pronto: já está voando graciosamente.
Na verdade, já comecei a voar como pomba: tive que avaliar minha herança cultural, hábitos arraigados, crenças limitantes cristalizadas.... mas já estou voando...

A capacidade de vôo dos besouros é um mistério.Eles são pesados demais, as asas são curtas, não há lógica para explicar o fenômeno. Mas eles voam.
Pesados e desajeitados, aparentemente sem competência para alcançar alturas, quando menos se espera levantam um par de asinhas mais duras, que funcionam para dar impulso, ao mesmo tempo em que aparece um par de asinhas mais moles. No início do vôo parece que não vão se sustentar, parecem tontos, sem rumo, mas seguem em frente. Vou lembrar do besouro quando desacreditar de minha própria capacidade, ou então quando meus ouvidos estiverem “escutando” demais, rsrs....

O vôo do albatroz necessita de uma pista mais ou menos plana, para sair correndo, criando um impulso até deslocar-se do solo (como os aviões o fazem) e, após sair do chão, manter as asas em equilíbrio específico, a fim de criar um fluxo de ar sob suas asas, o que lhe permite alçar maiores alturas.
Essa forma de voar, me garantirá a manutenção das minhas metas, a nutrição dos objetivos, o que é imprescindível para que a mudança ocorra e seja efetiva.
O olhar fixo para frente, da ave, analogicamente, é a própria perseverança que deve ser cultivada.
Entendi que a altura de meu vôo sou eu quem estabeleço, de acordo com meus sonhos e desejos... mas tive que considerar meu nível de capacidade e competência.
Ele me capacitou, eu sei.
Mas tenho que me dispor a fazer, não tenho?
Sim, terei que reinventar minha imagem em outro espelho, reaprender a linguagem de tudo, mas Ele está à minha frente....
Assim como a mamãe águia empurra sua cria para fora do ninho na esperança de que ela aprenda a bater as asas, Aquele que habita em mim tem me levado a romper meus limites....
O que me alegra demais é que se eu despencar do vôo, imediatamente meu Pai alçará vôo e vai me apanhar ainda no ar, aleluias!!!!
Até +.
Beijo.
Aves já foram vistas a 5.400 metros de altura, voando por pura diversão, sem objetivos de caça!

6 Comments:

Mamanunes said...

Ines! Que legal!!!!
Tenho a impressão de que Deus esta empurrando do ninho, seus filhotes crescidinhos...Tô nessa.
Bons ventos celestiais a impunsionem nessa nova jornada.
Ah, estou me especializando em blogspot KKKKK (té parece). Se precisar de um help me dá um toque falou?
Um beijão e
Paz!
:)

Andréa Strassburg Augusto said...

Bons voos por aqui...
Beijinhos com carinho...

MHAVA said...

Oieee. olha eu aqui marcando presença :)

rayconceicao said...

Oi Inezinha
Amorinha...rs
Voce e pra la de bencao.
Sou seu admirador incondicional
Amo tudo que voce escreve seja em mensagens, cronicas ou meditacoes que sao frutos da sua interioridade que e linda e expressa Deus em voce.
Adoro a forma light, contextualizada e contemporanea que voce deixa fluir de voce atraves do que voce escreve.
Isso e muito bencao, principalmente porque pode-se sentir a presenca de Deus nas linhas e entrelinhas, na mensagem contida e tambem na imaginaria.
Deus seja com voce forever, inspirando-a e dando-lhe uncao renovada que toque cada coracao e que Ele mesmo use voce no Poder do Espirito Santo
Te love de muitao
Ray

Mamanunes said...

"...aquela mulher ouviu o grito de “xô” do Mestre e arribou-se gaiola afora ..."
A Trilha, falando sobre
Madre Teresa de Calcutá.
Leia o texto inteiro em
http://atrilha.blogspot.com/
Pensei em vc
Té já amada

Edna Federico said...

Oi, vi seu blog na Mama e vim conhecer.
Boa sorte no seu vôo.
Beijo